GUZERÁ: ALTA PRODUTIVIDADE DE CARNE E LEITE
 

     Foto

       A raça Guzerá tem um nome original de Kanrej e pertence à espécie dos Bos Indicus, Zebú ou Cebú (em países latinos). Sua origem é o norte da Índia, onde surgiu a milhares de anos, como prova o selo encontrado nas ruínas de Mohenjo – Daro (cidade indiana destruída há cerca de 5.000 anos). É a principal raça bovina da Índia, sendo o maior rebanho daquele país. É uma das principais raças do Brasil, com especial importância nas regiões Nordeste e Centro-Oeste, pela sua extrema rusticidade.
        A Guzerá é a única raça Zebuína que pode ser considerada de dupla aptidão – carne e leite – com os animais em idade adulta chegando a atingir 1.200 kg e 800 kg (machos e fêmeas respectivamente). Suas fêmeas atingem produções de leite próximas de 6.000 kg/ leite/ lactação/ ano.
        Para o cruzamento com outras raças (Zebuínas ou Européias) o Guzerá tem demonstrado ótimos resultados. Já que, quando cruzada com outra raça zebuína, aumenta a produção leiteira das crias, que terão maior habilidade materna e desempenho médio de peso superior. Quando cruzada com raças européias, aumenta a rusticidade, viabilizando a criação dos mestiços mesmo nas mais severas condições climáticas. Além disso, a raça serviu como base para a formação de algumas raças brasileiras como: Indubrasil, Tabapuã, Pitangueiras, Lavínia e especialmente a raça Guzolando, entre outras.
        O Guzerá apresenta adaptabilidade à condições ambientais tropicais e subtropicais, tolerância a insetos e resistência a várias doenças, longividade e habilidade materna, especialmente em cruzamentos com as raças taurinas. O gado é dócil, sem problemas de temperamento e fértil sob condições adversas.

Foto
Touro Indiano: foto de 1948

                                     A raça no Brasil.

        Atualmente o Brasil é, juntamente com a Índia, o principal centro criador da raça no mundo. Na seleção para carne, o Guzerá conta atualmente com pelo menos 3 programas de melhoramento, o "PNAGRG – Programa Nacional de Avaliação Genética da Raça Guzerá", conduzindo pela USP / ACGB, o "PMGZ – Programa de Melhoramento Genético das Raças Zebuínas", conduzindo pela ABCZ e o "Geneplus", conduzido pela EMBRAPA. Esses trabalhos já estão gerando resultados através de diversos Sumários de Touros, matrizes e produtos que já vem servindo de orientação aos criadores da raça.

Do ponto de vista técnico.

        A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu – ABCZ, entidade que promove o registro genealógico das raças Zebuínas, também da suporte aos vários trabalhos de melhoramento genético existentes, visando orientar os criadores na melhora e no melhor aproveitamento das raças. Carlos Eduardo Nassif, médico veterinário e técnico da ABCZ, explica: "o Guzerá, de um tempo para cá, está sendo melhor aproveitado no Brasil, especialmente como alternativa em programas de Cruzamento Industrial. Em relação ao trabalho de controle de genealogia realizado pela ABCZ, contatamos um aumento no número de animais inscritos nos livros de registro genealógico, o que permitiu a constatação do aumento dos criadores que estão adotando a raça Guzerá no país. No caso do melhoramento genético, temos o programa PMGZ – Programa de Melhoramento Genético das Raças Zebuínas – que envolve todas as raças Zebuínas. Fazem parte desse programa, prova zootécnica como Controle de Desenvolvimento Ponderal, Controle Leiteiro e de Ganho de P Peso, além do Programa de Acasalamento Dirigido – PAD e o Certificação Especial de Produção – CEP, que é concedido aos 20% melhores animais de cada rebanho, que são submetidos à uma avaliação de tipo pelo método EMPURAS. O animal ganha um título que é mais do que um simples certificado de genealogia. É um atestado que confirma a superioridade genética e fenotipica do animal, afirma.

Em Perfeita União com a Produtividade...

O criador Aldo Tonetto, proprietário da Fazenda Perfeita União, juntamente com seu irmão Ângelo Frederico Tonetto, localizada em Pirajuí / SP, foi presidente da ACGB, Associação dos Criadores de Guzerá Brasil, por dois mandatos. Aldo é empresário do setor da construção civil, com muitos serviços prestados à pecuária, é arrojado e polêmico por suas iniciativas em prol a raça Guzerá. Nunca negou um pedido para ajudar a Associação, tendo inclusive presidido também, ao mesmo tempo, o Núcleo Sudeste dos Criadores de Guzerá. Ele conta que inicialmente optou pelo Guzerá para melhorar a habilidade materna e a rusticidade do gado de propriedade, pois os bezerros desmamados até então eram muito leves e as terras eram cansadas devido a exploração de café. "Com o Guzerá aumentamos a produtividade de nosso gado. Sem qualquer suplementação, o gado Guzonel (cruzamento entre o Guzerá e o Nelore) é extraordinário...os machos são mais precoces e pesados, com uma rusticidade fora do comum. E fêmeas são imbatíveis... rústicas precoces e boas de leite, desmamando bezerros com até 20 kg a mais do que desmamávamos antes com as vacas aneloradas, no mesmo pasto e mesmo manejo", afirma Tonetto.
        Hoje, o reconhecimento pelo gado Guzonel é geral em todos os leilões pelo Brasil. O Guzonel esta muito mais procurado e valorizado. "Nosso entusiasmo foi ainda maior quando começamos a testar o Guzerá em vacas mestiças – F1 Nelore, ou com raças taurinas para corte e também mestiças algumas Girolando...Por incrível que pareça, obtivemos um animal tão produtivo como F1 e com a rusticidade do Zebu, sem problemas com carrapatos, temperaturas altas e de fácil manejo e terminação", conta o pecuarista. "A partir daí, resolvemos investir e selecionar com intensidade a raça Guzerá, iniciando um trabalho de seleção intenso para funcionalidade e desempenho, conseguimos melhorar muito o gado, conseguindo hoje animais de alto desempenho e com alta qualidade de carcaça, colocando a disposição do mercado, animais avaliados pelo programa de avaliação genética da USP / ANCP, EMBRAPA e ABCZ. Além, disso, montamos uma Central Genética, produzimos em torno de 600 animais por ano – 300 de transferência de embriões – e comercializamos sêmen do touro líder para todas as DEP’S de crescimento com o melhor MGT do Sumário USP / ACNP de 2003. Este touro é o provado GOBBO IT, que também foi o melhor raçador da Expo Zebu 2003, e o pai do campeão da PGP 2003 do Instituto de Zootecnia de Sertãozinho / SP", afirma.
         Ele conta que seleciona a produção de leite das suas matrizes através do peso corrigido dos bezerros. "Nunca tivemos que descartar uma matriz por produzir pouco leite nesses ultimo 10 anos",diz.
        "Temos convicção do nosso trabalho, pois não só vendemos os nossos produtos, usamos reprodutores em região de cerrado, nossos touros cobrem em média 70 vacas em estação de monta, temos touros com mais de 12 anos ainda cobrindo normalmente e também temos avaliação dos bezerros, frutos de cruzamento com Guzerá, no nascimento ao abate... Por isso, podemos afirmar com convicção que a raça Guzerá é hoje a opção mais eficiente para o cruzamento no Brasil", conclui Tonetto.
         A pesar de Ter o favor vários resultados positivos nas avaliações realizadas por órgãos de pesquisa, como: conversão alimentar, acabamento de carcaça, ganho em peso, produção de leite, etc... a raça Guzerá no passado foi pouco difundida.
         Um dado importante na vida de Tonetto é que, quando foi presidente da ACGB, a associação possuía menos de 40 sócios ativos, quando ele deixou o cargo eram mais de 170 sócios ativos. O valor médio dos animais também pulou de US$ 300, para mais de US$ 3.000 e o número de animais de leilões aumentou em mais de 500%.
        O criador diz que 2003 foi um ótimo ano para o Guzerá. A raça vem obtendo crescimento firme e constante nos últimos 10 anos, mas sempre com serenidade e dentro da realidade da pecuária brasileira. "O Guzerá não é moda, é uma raça pura que produz alto grau de heterose e herdabilidade... não se faz Guzerá da noite para o dia, através de cruzamentos absorventes", afirma Aldo. "Os criadores antigos e novos tem a garantia de lucro com o Guzerá... temos baixos custos de produção e mercado real, aquecido e garantido. É só ter qualidade", alerta.
        Na opinião dos Tonetto, a raça Guzerá é a mais versátil para o cruzamento Industrial. "A única coisa de graça na pecuária é a heterose, e nisso o Guzerá é imbatível".
        A raça começou a expandir com maior intensidade, através das técnicas de reprodução. Conseguimos aumentar a oferta de reprodutores com qualidade, e essa expansão está sendo no Centro – Oeste e no Norte do Brasil", conta Aldo.
        O próximo leilão dos Irmãos Tonetto será dia 19 e 20 de março de 2004, em Bauru / SP, onde serão vendidos matrizes, reprodutores Guzerás e animais frutos de cruzamento com o Guzerá.

REVISTA AGROPECUÁRIA CENTRO – OESTE OUTUBRO/NOVEMBRO – 2003 REVISTA DE N° 24



Grandes Criatórios - 15º Leilão de Produção Guzerá Perfeita União, Amigos & Parceiros

_________________________

GC Guzera Perfeita União - 03/04 - Canal do Boi 

_______________________

GC Guzera Perfeita União - 04/04 - Canal do Boi 

_______________________

GC Guzera Perfeita União - 05/04 - Canal do Boi 

_______________________

 Fazenda Perfeita União - Irmãos Tonetto
 CAIXA POSTAL 30 - CEP: 16600-000 - PIRAJUÍ/SP
 (14)3572-1614 / 9772-0007 / 9788-5752
 Email: irmaostonetto@guzerait.com.br